CHRISTIANE PELAJO








Outra aniversariante de hoje, a belíssima e deliciosa jornalista Christiane Pelajo, da Rede Globo, é considerada uma das grandes musas da categoria. Dizem que ela continua solteira, depois de um casamento desfeito há alguns anos.

Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. oi boa noite sou seu Fã n.l asim que poço eu paro p/assistir seu jornal edson.castilho@ymail.com

    ResponderExcluir
  3. Olha só... solteira! Essa é boa!

    ResponderExcluir
  4. ESSA MULHER É LINDA D+,MUITO GATA,MARAVILHOSA !!!

    ResponderExcluir
  5. Acho a Cristiane um charme... Além do mais, é pisciana como eu.... Linda...

    ResponderExcluir
  6. Essa mulher desossa em beleza. Uma deusa .

    ResponderExcluir
  7. solteira....rsrsrs
    ela é casada com o filho do mauricio sita

    ResponderExcluir
  8. CRIS VOCE ESTA DE PARABENS LINDONA ADORO VOCE DELICIAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  9. beleza clássica a ser assistida.

    ResponderExcluir
  10. mulher linda, com estilo e inteligente. difícil todas essas qualidades em uma só mulher...
    Parabéns!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  11. vc é muito linda parabéns pelo seu trabalho acho vc um a otima jornalista

    ResponderExcluir
  12. Admiro o seu trabalho e permance mas sugiro que leia essa publicação para que possa atingir o objetivo jornalistico com imparcialidade "Por que existe gente que diz que é errado usar o termo homossexualismo?
    De acordo com o professor Claúdio Moreno do Rio Grande do Sul
    (www.sualingua.com.br/indice_geral.htm) os vocábulos terminados em ismo, no passado, eram
    usados exclusivamente para designar doutrinas, movimentos artísticos, estilos literários: naturalismo,
    positivismo, classicismo, surrealismo etc. Modernamente, contudo, esse sufixo passou a intervir na
    criação de vocábulos onde se percebe uma nítida intenção de criticar o exagero, o excesso. É o caso de
    consumismo onde o sufixo ismo indica a exagerada repetição ou intensificação de uma prática, ou
    seja, consumista é aquele(a) que consome sem critérios; absenteísta é quem vive faltando a seu
    emprego ou a suas aulas. Assim, ele sugere que se tome cuidado no uso desse sufixo pois, em alguns
    casos, ele é depreciativo.
    É o caso do uso do termo homossexualismo, cunhado no séc. XIX por um médico alemão que atribuía
    a essa orientação sexual o caráter de doença. Melhor, então, usar a palavra homossexualidade e, pelas
    mesmas razões, utilizar lesbianidade em vez de lesbianismo, travestilidade em vez de travestismo etc". Fonte: https://docs.google.com/viewer?a=v&q=cache:2cV_fJ15bfUJ:www.cepac.org.br/blog/wp-content/uploads/2011/07/Diversidades-Sexuais.pdf+&hl=en&gl=br&pid=bl&srcid=ADGEESjfeFsq-CUbiB0DmBLC1_wCNSTiWmGWOyJxWSLcfcUVimzsSiun7US1yUIdWxuS2dmnkXSI31mSZ-PJT5KSjXmSg4sqptHcctmeQ6xVehPbFxRUkkf6hnEGrNvtzPdnp1e1o8uL&sig=AHIEtbRvsQOHu1OFNDWCfTijdVJqQr2uQg

    ResponderExcluir

Postar um comentário